[Resenhando Internacional] DaturaCon: O acampamento de verão para professores do Datura Style™

por Mimi Coelho



Em julho do ano passado (2017), durante minhas aventuras pelo mundão da dança, ingressei nesta experiência fantástica e tão comum para os americanos: o “Summer Camp” (acampamento de verão). Para ser mais específica, neste caso foi um “Dance Summer Camp”, organizado por Rachel Brice e direcionado aos seus professores certificados do Datura Style . E eu pergunto: Qual a melhor maneira de refinar a técnica da dança e de praticar o improviso do Datura Style™ senão em uma grande reunião da comunidade, em meio à natureza, enriquecida por bons momentos com “Bonfires e S’mores” (fogueiras e biscoitos recheados com marshmallows assados no fogo e chocolate)? Se você se interessou em saber mais sobre o que pode seguir depois das quatro fases dos 8 Elements de Rachel Brice, vem comigo que eu vou contar os detalhes desta vivência super especial!



O evento aconteceu no aconchegante e encantador Sou’Western, que fica em Seaview, há duas horas e meia de Portland, bem na costa de Washington. O lugar é impressionante! Nele há a oferta de várias opções de alojamento para todos os gostos e disposições. É uma mistura fascinante de diversos tipos de estadia: quartos tradicionais, cabines privadas do tipo bangalôs, mini suítes, espaços abertos para acampamento em barracas e trailers de viagens antigos. O local ainda ostenta uma combinação de paisagens naturais belíssima e a poucos metros de distância. A depender da direção em que caminha, você pode encontrar a praia linda e praticamente deserta ou maravilhosas trilhas de matas naturais. 


Logo no primeiro momento, ficamos deslumbradas com a exuberância do local e claro, entusiasmadas com os nossos trailers “vintages”, que são realmente uma graça! Tive o imenso prazer de dividir uma dessas preciosidades com a minha grande amiga Chandala Snow-Chiva. Desfrutamos de momentos divertidíssimos em nosso trailer que tinha sala, cozinha, quarto e um pequeno banheiro com chuveiro e tudo! Além disso, em nosso “Blue Flamingos” havia um área externa com lugar para se fazer fogueira e ali realizamos nosso primeiro encontro para contos de terror (sim, a família dos 8 Elements e a nossa mestra Rachel Brice dividimos histórias horripilantes ao redor do fogo! – assunto que guardarei para uma próxima oportunidade, pois daria outro artigo). 


No primeiro dia, depois de nos alojarmos propriamente, pudemos desfrutar de uma visita em grupo às lojas de antiguidades locais e procurar pelos ditos tesouros para ornamentação própria, de figurinos, de studios de dança e de casa. Apesar de não ser uma experiência comum, é como um laboratório de estudo sobre criatividade. Aprendi muito ao observar como cada uma percebia o valor do significado de objetos/adornos de forma diferente, visualizando possibilidades múltiplas para a utilização dos mesmos. 

Após uma tarde entre belezas antigas e processo criativo, reunimos à noite para a tão esperada sessão de perguntas e respostas com a nossa mestra Rachel Brice. Fomos orientadas a formular perguntas que abordassem o Datura Style (método e vocabulário), bem como o ensino de dança, a administração de estúdios, carreiras profissionais em dança e outros assuntos relacionados. Este foi um momento de introdução oficial ao “Dance Summer Camp”, onde trocamos experiências, resolvemos questões e nos preparamos para todo o treinamento prático dos dias seguintes. A proximidade e abertura por parte da Rachel Brice neste encontro foram tocantes. Ela se colocou a nossa disposição não somente para resolver as dúvidas, mas também se abriu para sugestões e ideias apresentadas pelo seu grupo de professores. Houve também a apresentação oficial do primeiro livro brochura dos 8 Elements, o qual aborda todas as quatro fases. A emoção foi forte ao segurar este volume recheado de informações e conhecimentos que fazem do programa uma experiência transformadora.


Os dias seguintes foram preenchidos por um intenso trabalho de refinamento da técnica e prática de improviso utilizando-se o vocabulário de movimentos e passos do Datura Style™. Durante o treinamento técnico, tivemos tempo para corrigir e entender como repassar em aula as particularidades da movimentação em geral. Foi um trabalho de colaboração e esclarecimentos fundamental à uma reciclagem de conhecimentos dos professores do estilo.



Daí vocês me questionam: "Okay Mimi, entendemos que vocês se encontraram para refinar todas as informações e conhecimentos técnicos sobre o Datura Style™, mas como é o método utilizado para o desenvolvimento do estilo em aula?"

Rachel Brice desenvolveu um método, ao longo da concepção do programa 8 Elements, com o objetivo de garantir e melhorar a técnica de dança, os famosos “Studies”.  Eles são exercícios que combinam o treinamento usando intervalos de tempo, a musicalidade (incluindo o uso de zills – snujs), os isolamentos específicos, os padrões de braços e os deslocamentos. Eu sempre faço uma correspondência destes com a “barra” da aula de ballet clássico. Seriam todas as partes isoladas de movimentos corporais que necessitam de coordenação, força, limpeza e precisão. Por serem diretos, práticos e eficientes, tenho uma adoração especial pelos “Studies”. Em seguida, passamos para a prática dos movimentos e dos passos que formam o vocabulário (na minha associação, o centro da aula de ballet clássico). Após o trabalho físico focado exclusivamente no aprimoramento da técnica, eles entram para compor a parte dançante e criativa do estilo. Assim como no ATS®, estas combinações (“combos”) possuem senha para facilitar o improviso dançado em grupo. 

Neste primeiro Datura Con, toda essa prática intensa da técnica e das combinações teve a duração de 3 a 4 horas por dia. Logo após isso, fazíamos uma pausa de uma hora para o almoço, momento em que nos sentávamos à longa mesa de madeira no centro do acampamento e confraternizávamos. O mais tocante dessa experiência foi a proximidade e o espírito de colaboração do grupo, a troca era constante e sobre todos os tipos de assuntos. O crescimento não para em oportunidades como essa.





Outro grande foco do “Dance Summer Camp” era a oportunidade de se praticar o improviso em grupo do estilo com seus colegas-professores. Assim, mais 3 horas de cada dia eram desfrutadas em sala de aula, exercitando nossas habilidades em improviso de grupo dentro da técnica Datura Style™


Ao fim de quatro dias, encerramos essa vivência tão enriquecedora com uma grande fogueira na praia. Dançamos ao redor do fogo, apreciamos os tão aclamados “S’mores” (sanduíches feitos de biscoito recheados com chocolate e marshmallows assados no fogo), assistimos o pôr do sol e nos despedimos desses momentos de troca, inspiração e nutrição de conhecimentos.






Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...