[Venenum Saltationes] A Dança & O Tarot – O Mago

por Hölle Carogne

The Conjurer by Hieronymus Bosch

93!

Bem-vindos à Venenum Saltationes, nosso refúgio ocultista dentro do Tribal!

Prosseguiremos com o nosso estudo sobre “Dança & Tarot” com o Arcano 1 – O Mago!

"Com a Baqueta Ele cria
Com a Taça Ele preserva
Com a Adaga Ele destrói
Com a Moeda Ele redime!"

Liber Magi vv 7-10


Baralho de Marselha e de Rider Waite

 
Representação:

Um prestigiador (mágico, feiticeiro) em frente à uma mesa com três pernas, na qual há diversos objetos ligados aos elementos (armas elementares). Segura um bastão com saliências arredondadas em ambas as extremidades, que poderia representar tanto a polaridade dupla da eletricidade e o bastão oco de Prometeu, que traz fogo do céu. Usa um chapéu cuja forma lembra a lemniscata: o símbolo algébrico de infinito (  ).

Baralho Etteilla – segunda versão 1840

O Mago, também conhecido como Prestidigitador, Malabarista, Pelotiqueiro, Bufão, Acrobata, Cômico, Magista, Mensageiro, Mercúrio, Hermes e Thoth é o transformador e o Manifestador, capaz de "transformar qualquer coisa em ouro através do seu toque de Midas". Ele é o mensageiro dos deuses, representando precisamente a Palavra de criação, cujo discurso é silêncio.

Esta carta se refere à letra Beth, que significa casa, e é atribuída ao planeta Mercúrio. 
O título francês desta carta no baralho medieval é Le Bâteleur, o portador do Bâton. Mercúrio é preementemente o portador do Bastão: Energia Emitida.

Esta carta representa, portanto, a Sabedoria, a Vontade, a Palavra, o Logos pelos quais os mundos foram criados.

Nesta carta a ênfase é sobre o caráter criativo e dualístico do caminho de Beth. Caminho da Árvore da Vida - de Kether à Binah (a compreensão).

Sendo a Palavra, ele é a lei da razão ou da necessidade ou acaso, que é o significado secreto da Palavra, que é a essência da Palavra e a condição de seu pronunciamento. Sendo assim, e especialmente porque ele é dualidade, ele representa tanto verdade quanto falsidade, tanto sabedoria quanto loucura. Sendo o inesperado, ele desestabelece qualquer idéia estabelecida e, portanto, é enganador. Ele não tem consciência, sendo criativo. Se não consegue atingir seus fins através de meios limpos, ele usa meios sujos. As lendas do jovem Mercúrio são, portanto, lendas da astúcia. 

A Manifestação implica na Ilusão.

Magician - Etteilla's Tarot Égyptien 

Estrutura Mística:

  • Posição normal: Habilidade, espírito de iniciativa, diplomacia, ausência de preconceitos.
  • Posição invertida: Falta de escrúpulos, julgamento incorreto, falta de responsabilidade, caos.
  • Sentido geral: Franqueza, reinício, surpresa.
  • Sentido espiritual: Sabedoria da magia.
  • Símbolo: A lemniscata como símbolo da perfeição, o destino.
  • Arquétipo: O Mago.
  • Objetivo: Busca, estar no caminho.


The Juggler by Austin Osman Spare

 
Interpretações usuais na cartomancia:

Destreza, habilidade, finura, diplomacia, eloquência, capacidade para convencer, espírito alerta, inteligência rápida, homem inquieto nas suas atividades e negócios.

  • Mental: Facilidade para combinar as coisas, apropriação inteligente dos elementos e dos temas que se apresentam ao espírito.
  • Emocional: Psicologia materialista; tende para a busca das sensações, do vigor, da qualidade criativa. Generosidade unida à cortesia. Fecundidade em todos os sentidos.
  • Físico: Muita vitalidade e poder sobre as enfermidades de ordem mental ou nervosa, neuroses e obsessões. Indica uma tendência favorável para questões de saúde, mas não assegura a cura. Para conhecer o diagnóstico é necessário considerar outras cartas.
  • Desafios e sombra: Charlatão persuasivo, sugestivo, ilusionista, intrigante, politiqueiro, impostor, mentiroso, explorador de inocentes. Agitação vã, ausência de escrúpulos. Discussões, brigas que podem se tornar violentas, dado o vigor do personagem. Mau uso do poder, orientação defeituosa na ação, operações inoportunas. Tendência à dispersão nas ações, falta de unidade nos processos e atividades. Dúvida. Indecisão. Incerteza frente aos acontecimentos.


Tarot de Thoth 


Curiosidade: "Por que existem Três Magos no Tarot de Thoth?"
http://ladoocultodaweb.blogspot.com/2009/08/porque-existem-tres-magos-no-tarot-de.html

The Magician – Datura Tarot by Rachel Brice

Na minha opinião, o Datura Tarot é o melhor trabalho de tarot existente no “meio tribal”, superando até mesmo o deck da Anandha Ray e ultrapassando, infinitamente e com maestria, o House of Tarot, da Zoe Jakes.

Certamente é o trabalho mais próximo da simbologia mística dos arcanos.

Falarei de Anandha Ray e Zoe Jakes em breve. Por enquanto, me detenho apenas aos trabalhos encontrados que fazem referência ao Arcano 1. Porém, eu precisava fazer essa comparação e dizer que o Datura até agora é o meu preferido!

Enfim, a Rachel faz um trabalho curioso, com colagens e arte digital. Ela não dá muitas explicações sobre o projeto e posta através do Instagram. Entretanto, as cartas possuem muita informação interessante e são muito fiéis à simbologia original.

O Mago, da Rachel, assemelha-se à uma criança/adolescente de origem indiana (?). Ele(a) está rodeado por dois felinos e por vários “corpos” que podem fazer alusão aos elementos alquímicos. Segura entre as mãos uma esfera (exatamente como no baralho de Marselha) e outras três esferas rodeiam a sua cabeça. O bastão está atrás do corpo da pessoa, como que pendurado nas costas. Ao seu lado pode-se ver uma adaga e um recipiente cerimonial, talvez uma alusão à magia do mago e seu poder ligado à alquimia.

Bravo, Rachel, sua espetaculosa!


Trabalhos coreográficos e performances:


1) Sirius Dance Center | Coreografia de Sonia Derega (Ucrânia)

Considerações: O trabalho (que assemelha-se à danças urbanas) traz muito bem a idéia do personagem “mágico” e utiliza o maior símbolo desta carta: o “bastão”, além de arriscar cenas de mágica durante a apresentação. Achei muito interessante e gostei das referências que usaram. Não fica claro se a coreografia tem ligação com o Tarot, mas com certeza as referências existem.


2) Arden Tarot Suite



Considerações: Não vejo absolutamente nenhuma relação com a carta.


3) Erika dell' Acqua (Itália)



Considerações: Melhor trabalho, na minha opinião. A bailarina, além de usar a mágica de forma muito interessante, faz alusões aos elementos da natureza, usados na alquimia. Finaliza a coreografia de forma grandiosa, trazendo para a cena, de maneira inesperada, um dos símbolos mais importantes desta carta: o bastão.


Infelizmente, acabamos nosso estudo do mês por aqui...

A escassez de material ocultista dentro da dança é muito real e fazer esta matéria tem sido uma peregrinação...

Agradeço aos que leram até aqui e à todos que acompanham a Venenum Satationes!

Se souberem de algum trabalho envolvendo o Tarot, enviem para mim!

Obrigada e até o próximo Arcano!

93,93/93


Bibliografia: 
  • Antigo Tarô de Marselha – Nicolas Conver;
  •  O Livro de Thoth – Aleister Crowley; 
  • Clube do Tarô.  



Confira as cartas anteriores:




Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...